O Lugar do Sermão e Atelier de Escrita Criativa

18 Fev 2020

received-1025773797794607.jpegreceived-1066273127075617--.jpeg

img-20200215-121901---.jpgimg-20200215-092646.jpg

No passado dia 15 de fevereiro, a turma de Técnico de Receção, participou na atividade O Lugar do Sermão e Atelier de Escrita Criativa, no âmbito da disciplina de Português, orientada pelo formador Pedro Câmara. Na primeira parte da atividade, os formandos dirigiram-se ao Teatro Micaelense e, no percurso, foram abordados factos histórico-literários relacionados com os Açores. À chegada ao Teatro Micaelense, cada formando seleccionou, aleatoriamente, um tema e, a partir deste, os formandos puderam construir um texto, em prosa ou em poesia, que ficaria inacabado até ao próximo estímulo. Na segunda parte, realizou-se uma visita guiada à Igreja de Todos os Santos, vulgo Igreja do Colégio, um dos mais belos e próximos exemplares do Barroco, enquanto manifestação artística. Neste espaço, pregou, também, o Padre António Vieira, autor estudado durante este ano letivo. No decorrer da visita guiada, os formandos viram e apreenderam as características formais do Barroco, através do diálogo com o guia e a biografia do padre António Vieira, sendo que o momento foi aproveitado para abordar as características formais do texto e a sua intencionalidade. Foi feito, ainda, um enquadramento do surgimento do Barroco, do ponto de vista social, religioso e económico, bem como dos jesuítas.

No final da Visita de Estudo, no interior da Igreja do Colégio, o guia da visita solicitou a intervenção do recepcionista, para que este pudesse fazer uma breve explanação sobre as vicissitudes, obrigações e desafios da profissão, momento que foi bastante enriquecedor para a turma de Receção, uma vez que os formandos puderam, também, colocar questões e fazer observações sobre a sua área de formação.

Após a saída do espaço museológico, os formandos dirigiram-se ao Jardim Antero de Quental, de forma a dar continuidade ao atelier de escrita criativa. Aí, foram confrontados com uma “Campainha de Receção”, objeto com o qual se identificaram. Assim, aos textos iniciais, tiveram de adicionar o estímulo recebido neste contexto.


Este site usa cookies para melhorar a sua experiência. Ao continuar a navegar estará a aceitar a sua utilização Está a usar um navegador desatualizado. Por favor, actualize o seu navegador para melhorar a sua experiência de navegação.